Eye of Cleopatra

dossie SUVsA preferência do consumidor por utilitários esportivos faz com que fabricantes e importadores ampliem a oferta destes
veículos no mercado nacional

Segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), em 2018 foram emplacados 2.101.843 automóveis. Deste total, cerca de 513.000 (24,3%) foram de veículos utilitários esportivos, os SUVs. Neste segmento o consumidor encontra vários modelos importados com preço sugerido de até R$ 150.000. As opções de motores são variadas, assim como de câmbio: há opções automática, automatizadas de dupla embreagem e CVT. Nesta edição reunimos seis destes SUVs e listamos os detalhes de cada um para auxiliar o leitor em uma futura compra.

 

Tiguan AllspaceTiguan Allspace 250 TSI – R$ 129.990

Com nacionalidade mexicana e coração brasileiro, o Tiguan de segunda geração recebeu o sobrenome Allspace devido ao entre-eixos ampliado em 185 mm (2.790 mm ao todo). São 4.701 mm de comprimento (274 mm a mais que a primeira geração), 1.839 mm de largura (30 mm a mais) e 1.658 mm de altura (7 mm a menos que o anterior). No porta-malas, a capacidade é de 710 litros.

Com preço sugerido de R$ 129.990, a versão de entrada traz de série seis airbags, central multimídia com tela tátil de 8 polegadas (compatível com Android Auto e Apple CarPlay) e GPS integrado, ar-condicionado digital de três zonas, sensores de estacionamento na dianteira e traseira, sensor de chuva e monitoramento da pressão dos pneus. O freio de estacionamento é eletromecânico com função auto-hold (retenção automática). A direção é eletroassistida e as rodas de liga leve 17 polegadas com pneus 215/65R17. O teto solar é o único opcional e custa R$ 4.990.

O visual segue a linha de desenho global adotado pela VW nos SUVs. Nesta versão, os faróis são halógenos – somente as luzes de rodagem diurna são em LED. O para-choque com a parte inferior na cor preta é acompanhado pelos apliques plásticos nas portas e para-lamas. Um vinco na altura das maçanetas estende-se por toda a lateral. Na traseira, as lanternas invadem a tampa e um vinco central faz a ligação das duas peças. O para-choque tem a parte inferior na cor preta e duas molduras cromadas que simulam saídas de escapamento.

Sob o capô, o motor é o 1.4 TSI flex com turbo e injeção direta, fabricado em São Carlos (SP), o qual entrega 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, independente do combustível. O câmbio é o automatizado DSG de seis marchas e dupla embreagem. Abastecido com etanol, o consumo urbano do Tiguan Allspace é de 7,0 km/l, enquanto o rodoviário é de 8,7 km/l – na média PECO, chega a 7,7 km/l.

 

Kia SportageKia Sportage – R$ 146.990

Importado da Coreia do Sul, o Kia Sportage é comercializado apenas com motor 2.0 16V flex e câmbio automático de 6 marchas. O modelo parte de R$ 117.990 na configuração P.163 e a topo de linha chega a R$ 157.990 (versão P.265).

Neste dossiê, mostramos a intermediária P.264, tabelada a R$ 146.990. Entre os itens de série, traz multimídia com tela de 8 polegadas e espelhamento de celulares (com Android Auto e Apple CarPlay), câmera de ré, chave presencial, botão de partida do motor, luzes de rodagem diurna (DRL) e faróis de neblina em LED, assistente de saída em rampas, teto solar duplo panorâmico e rodas de liga leve de 19 polegadas. Entre os SUVs médios, o Sportage é um dos com visual mais ousado – junto ao Eclipse Cross. Na frente, o conjunto de grade e faróis lembra a primeira geração do Porsche Cayenne. Atrás, as lanternas são interligadas por uma barra iluminada.

Com amplo espaço interno para cinco ocupantes, o Sportage possui boa dirigibilidade e reúne conjunto interessante para quem procura um SUV de até R$ 150 mil. O motor 2.0 flex de 167 cv ainda possui o reservatório de gasolina para partida a frio. Pelo Conpet (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular), o consumo do Kia Sportage é de 6,0 km/l em trecho urbano e 8,6 km/l na rodovia, quando abastecido com etanol.

 

Peugeot 3008Peugeot 3008 Allure – R$ 139.990

A Peugeot oferece o 3008 Allure por R$ 139.990. Importado da França, o SUV ganhou esta nova opção de entrada em maio deste ano. Há ainda a configuração de topo Griffe Pack, tabelada a R$ 166.990. No visual, a grade dianteira traz elementos gráficos com diagramação vertical. O para-choque dianteiro foi remodelado para abrigar os novos faróis com luzes halógenas e máscara negra.

Entre os itens de série traz direção eletroassistida, rodas de 19 polegadas, seis airbags, bancos em couro e quadro de instrumentos digital. A central multimídia de 8 polegadas tem tela tátil e é compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Vem ainda com sensores de chuva e crepuscular, iluminação ambiente da cabine, chave presencial, ar-condicionado digital de duas zonas e sensores de estacionamento na dianteira e traseira.

O único opcional é o teto solar panorâmico, que custa R$ 5.000. Com ele, o preço final vai a R$ 144.990. Na cabine, os materiais de acabamento do painel e forração das portas simulam fibra de carbono. Movido a gasolina, o motor 1.6 THP de injeção direta é amplamente utilizado pela PSA, tanto nos modelos da Peugeot como da Citroën. Ele entrega 165 cv de potência a 6.000 rpm e 24,5 kgfm de torque a 1.400 rpm. O câmbio é automático de seis marchas. No padrão dos testes da Revista CARRO, o consumo é de 9,2 km/l na cidade e 14,9 km/l em rodovia. A média PECO é de 11,7 km/l.

 

JAC T80JAC T80 Pack 2 – R$ 144.990

De todos da lista, podemos dizer que este é o menos badalado, já que as marcas chinesas ainda seguem na busca da confiança do consumidor. Mas a JAC quer mudar isso com o T80, que é importado da China em duas versões: Pack 2, por R$ 144.990, e Pack 3, tabelada a R$ 151.990. Com motor 2.0 turbo de 4 cilindros, entrega 210 cv de potência e 30,6 kgfm de torque. O câmbio é automatizado de dupla embreagem e 6 marchas. O consumo é de 7,9 km/l em ambiente urbano e 11,3 em rodovia, com média PECO de 9,4 km/l.

O desenho do T80 foi desenvolvido pelo Centro de Design da JAC Motors em Turim, na Itália. A dianteira traz um capô curvilíneo bem vincado, uma enorme grade com três barras cromadas e faróis com luzes de rodagem diurna (DRL) em LED. Há ainda um filete cromado que faz o contorno em toda a grade e une os faróis.

Já a traseira conta com lanternas em LED, em arranjo que lembra o do primeiro Audi Q5, totalmente integradas à tampa do porta-malas. As rodas são de liga leve aro 18” com pneus 235/60. O interior traz painel emborrachado, acabamento que simula fibra de carbono, couro e central multimídia de 10 polegadas. O porta-malas tem capacidade de 620 litros. Ele traz ainda seis airbags, câmeras de ré e 360°, controle de estabilidade e tração e ar-condicionado de duas zonas.

 

Chevrolet Equinox Chevrolet Equinox LT – R$ 132.490

Também importado do México, o Chevrolet Equinox LT recentemente teve o preço reajustado para R$ 132.490 – uma expressiva redução de R$ 18,9 mil. É o mais potente da categoria: o motor 2.0 turbo de injeção direta entrega 262 cv e 37 kgfm de torque. O câmbio é sempre automático de nove marchas, com opção de trocas manuais por meio de uma tecla no pomo da alavanca.

Na versão de entrada, a tração é sempre dianteira. Já a Premier (R$ 159.990) possui tração integral. O carro fotografado é o modelo topo de linha, pois a General Motors não dispunha do modelo LT disponível na frota de imprensa. Movido somente a gasolina, o Equinox tem consumo de 8,1 km/l em ambiente urbano e 11,1 km/l no rodoviário, o que confere média PECO de 9,4 km/l.

Na opção LT traz de série direção eletroassistida, ar-condicionado digital de duas zonas com saídas para o banco traseiro, GPS integrado à central multimídia MyLink (compatível com Android Auto e Apple CarPlay), controle de estabilidade e tração, partida sem chave com sensor de proximidade, sistema stop-start e OnStar. As rodas são de 18 polegadas, com pneus 225/60R18.

Para a segurança do motorista e passageiros, há 6 airbags (frontais, laterais e de cortina) e um exclusivo alerta que evita o esquecimento de crianças, animais ou objetos no banco traseiro.

O modelo topo de linha LTZ acrescenta alertas de colisão frontal, de movimentação traseira e de pontos cegos com sensor de aproximação repentina, que alerta vibratório de segurança no banco do motorista, assistente de permanência na faixa, farol alto adaptativo, faróis full LED, e indicador de distância do veículo à frente. No visual, a Premier acrescenta grade dianteira, molduras do faróis de neblina e maçanetas externas com detalhes cromados, além de rodas de 19 polegadas.

 

Mitsubishi Eclipse CrossMitsubishi Eclipse Cross – R$ 151.990

O Mitsubishi Eclipse Cross comercializado no país vem do Japão. Tem faróis Full LED com luz de rodagem diurna (DRL) e lavadores, farol alto e baixo automático. Nas laterais, os vincos iniciam nas lanternas, descem e juntam-se aos que estão na parte inferior da porta. As rodas são de liga leve com cinco raios e misturam as cores cinza e preta. Os pneus são 225/55R18.

Na traseira, as lanternas cortam o vidro. O toque de esportividade está na parte inferior do para-choque, nas cores preto e cinza, com refletores nas extremidades. Em dimensões, o SUV possui 4.405 mm de comprimento, 1.805 mm de largura e 1.685 de altura. A distância entre eixos é de 2.670 mm e o porta-malas oferece capacidade de 473 litros.

No interior, os materiais são macios ao toque e os bancos dianteiros trazem ajustes elétricos. As informações do quadro de instrumentos são projetadas em uma tela de acrílico: é o HUD (Head Up Display). O teto solar é panorâmico duplo. Entre os itens de série traz chave presencial para abertura das portas, ar-condicionado digital de duas zonas, sensores de chuva, crepuscular, de estacionamento dianteiros e traseiros, espelhos retrovisores elétricos com rebatimento, botão de partida, retrovisor eletrocrômico, câmera de ré, freio de estacionamento eletromecânico e monitoramento da pressão dos pneus. O multimídia com tela tátil de 7 polegadas possui conectividade Android Auto, Apple CarPlay e conexão com Waze e Spotify.

O Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S tem motor 1.5 turbo a gasolina com injeção direta e indireta. Acoplado a ele está o câmbio CVT de oito marchas simuladas. Entrega 165 cv de potência a 5.500 rpm e 25,5 kgfm de torque disponíveis entre 2.000 e 3.500 rpm. Nos testes realizados pela Eye of Cleopatra, o modelo mostrou consumo urbano de 9,1 km/l e rodoviário de 12,9 km/l, o que confere média PECO (cidade/rodovia) de 10,8 km/l. O preço sugerido é de R$ 151.990. A opção topo de linha HPE-S S-AWC custa R$ 159.990.

Fotos: Renan Senra e Divulgação

 

Leia mais

 

Comparativo de SUVs: T-Cross x HR-V x Kicks x Creta

Comparativo: Honda HR-V Touring x Jeep Compass Longitude Flex

Jeep Renegade Sport 1.8 AT x VW T-Cross 200TSI MT: Conforto ou desempenho?

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site