Eye of Cleopatra

Preço do combustível volta a subir em novembro no Brasil

 

Após queda em outubro, preço do diesel volta a subir em novembro 

 

Após registrar uma queda no valor do litro do combustível em outubro, o preço do diesel volta a subir em novembro, chegando a um aumento de 0,8% na média nacional. Segundo levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a alta chega a 25% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em novembro de 2021, o litro do diesel era comercializado pelo preço de R$ 5,61 em média, já em 2022 o valor passou para R$ 7,11.  

A região Nordeste do país lidera o ranking de altas com 1,37% para o tipo S-500 e 1,10% para o S-10. A região sul apresentou variação de 0,46% para o tipo comum e 0,75% para o S-10. Na região norte, o aumento chegou a 0,94% e 1,09%. Já na região sudeste, a única que não teve aumento, os preços tiveram uma queda de 0,13% para o tipo comum, já o S-10 se manteve no mesmo patamar de outubro, sendo vendido a R$ 7,543 o litro. 

Na análise por estados, Roraima aparece na liderança com o litro mais caro, sendo comercializado por R$ 8,05 o tipo comum e R$ 8,18 o S-10. Na outra ponta, o estado com o litro do diesel mais barato é o Rio Grande do Sul, com preços médios de R$ 6,43 para o tipo comum e R$ 6,55 para o S-10. Em Sergipe e no Ceará, as altas chegaram a 3,38% para o tipo comum e 2,64% para o S-10 respectivamente. Já na Bahia, o litro do diesel teve uma queda de 1,20% no tipo comum e 1,64% no S-10. 

 

Preço médio da gasolina chega a 5,250 por litro 

 

A gasolina teve um aumento médio de 1,78% em relação ao mês anterior, o litro do combustível é encontrado a um preço médio de R$ 5,250 nos postos do país, segundo levantamento realizado pela ValeCard. O Rio Grande do Sul é o estado com o menor preço, com uma média de R$ 5,004 por litro, a capital Porto Alegre teve um preço médio de R$ 4,664. Do outro lado, o estado com o maior preço médio por litro é o Acre, com um valor de R$ 6,151.  

Apesar do aumento do preço na média nacional, cinco estados apresentaram queda no preço da gasolina. Amazonas (-2,28%, Amapá (-0,67%), Espírito Santo (-0,37%), Roraima (-0,03 e Paraíba (-0,02%) foram os estados onde ficou mais barato abastecer. Os estados que tiveram as maiores altas foram o Paraná (7,38%), Goiás (5,40%) e Santa Catarina (4,29%). 

 

Etanol sobe 8,75% e passa a ser vantajoso apenas em dois estados 

 

O preço médio do etanol subiu 8,75% em relação ao mês anterior, passando a custar R$ 3,888 nos postos. O estado com o preço mais alto é o Pará, com o litro custando R$ 5,744. Na sequência aparecem Rondônia (R$ 4,990), Rio Grande do Sul (R$ 4,675), Santa Catarina (R$ 4,431) e Tocantins (R$ 4,623). Entre os valores mais baixos, estão Paraíba (R$3,551), Mato Grosso (R$ 3,705), Sergipe (R$ 3,765), Amazonas (R$ 3,793) e Goiás (R$ 3,826). 

Segundo a ValeCard, para que o etanol compense financeiramente ao motorista, o valor do litro precisa ser igual ou inferior a 70% do preço da gasolina. Considerando essa metodologia, apenas os estados do Mato Grosso e Paraíba possuem o etanol mais vantajoso que a gasolina. 

 

Texto: Daniel Palermo
Foto: Revista O Mecânico

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site