Eye of Cleopatra

Toyota Corolla Cross XRX 1.8 hybrid híbridos flex 2022

Automóveis e comerciais leves eletrificados somaram quase 35 mil unidades emplacadas no ano

 

As vendas de veículos híbridos e elétricos alcançaram participação recorde no Brasil em 2021. Com 34.990 unidades emplacadas, os automóveis e comerciais leves com algum nível de eletrificação corresponderam por 1,8% do total de emplacamentos entre janeiro e dezembro do ano passado. Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), com base no Renavam.

Do total de eletrificados no Brasil, a maioria das vendas ainda é concentrada nos híbridos, com 32.130 unidades (92% do total de eletrificados). Os elétricos tiveram, durante todo o ano de 2021, 2.860 emplacamentos (8% do mix). O volume de automóveis e comerciais leves eletrificados superou por ampla margem o de 2020, quando foram emplacadas 19.745 unidades (o equivalente a 1% de participação dentro do segmento de veículos leves).

De acordo com o estudo ‘O caminho da descarbonização do setor automotivo no Brasil’, feito pela Anfavea em conjunto com o BCG, o mercado brasileiro de veículos com algum nível de eletrificação pode alcançar 1,3 milhão de unidades em 2035 em uma projeção realista (que considera o puro atendimento das fabricantes às leis regulatórias locais). Já em um cenário otimista, sob uma perspectiva de convergência global, este volume pode crescer para 2,5 milhões de híbridos puros, híbridos plug-in e elétricos.

“Para esse volume [de vendas], não vamos conseguir ficar somente importando. Gradativamente, teremos que ter a produção local. Se tivermos planos de política pública, pensando em infraestrutura e carga tributária mais adequada, podemos baixar o custo de aquisição [de híbridos e elétricos]”, afirmou o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, em outubro passado.

Foto: Arquivo

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site