Eye of Cleopatra

Fiat Fullback

Fiat Fullback

Confira alguns casos de automóveis que tinham mais traços em comum do que as marcas gostariam que você soubesse

 

Seja por terem nascido de um mesmo projeto ou simplesmente para reduzir os custos com o desenvolvimento de um novo carro. A história do automóvel é repleta de exemplos de “carros gêmeos”, modelos que eram essencialmente o mesmo automóvel, mas que foram comercializados com algumas diferenças no visual e sob marcas e nomes distintos. Confira abaixo alguns dos exemplos.

Audi A4 – Seat Exeo

O Audi A4 da geração B7 — fabricado entre 2004 e 2007 na Europa — serviu de base para o espanhol Seat Exeo. Produzido entre 2008 e 2013, só não era idêntico ao sedã alemão graças à adoção de novos capô, tampa do porta-malas e retrovisores externos.

 

Chevrolet Captiva – Vauxhall Antara

O SUV produzido no México e que era vendido por aqui com o nome de Chevrolet Captiva chegou a ser comercializado no restante do mundo com outras seis combinações de marcas e nomes (GMC Terrain, Daewoo Winstorm MaXX, Holden Captiva MaXX, Saturn Vue, Vauxhall Antara e Opel Antara).

 

Chrysler 300 – Lancia Thema

O americaníssimo Chrysler 300 C foi vendido na Europa entre 2011 e 2014 como o Lancia Thema. Se não fosse pela nova grade frontal e pelo logotipo, ninguém diria que a “barca” era um carro da outra marca italiana da FCA (Fiat Chrysler Automóveis).

 

Daihatsu Hijet – Asia Towner

Muito comum no Brasil dos anos 1990, onde era normal ver um exemplar do modelo carregando todo o implemento para venda de cachorros-quentes, a sul-coreana Asia Towner na verdade era uma variação feita sob licença do japonês Daihatsu Hijet.

 

Fiat 124 – Lada 2101

O sedã soviético Lada 2101 não era só uma cópia quase completa do Fiat 124. Da fábrica ao novo motor, exclusivo para o modelo, tudo foi desenvolvido com a colaboração da marca italiana. O 124, aliás, também foi fabricado sob licença na Índia (Premier 118NE), Espanha (Seat 124) e Turquia (Murat 124).

 

Land Rover Discovery – Honda Crossroad

Não era só a carroceria do SUV japonês que era idêntica a do icônico 4×4 britânico. Todo o conjunto mecânico e até as rodas eram as mesmas do Discovery. Resultado do acordo de cooperação entre a Honda e a extinta Rover, que existiu entre os anos 1980 e 1990.

 

Mercedes-Benz Classe B – SAIC Série-E

Modelos das marcas de luxo também tem irmãos gêmeos. O Mercedes-Benz Classe B de primeira geração é um exemplo. O modelo voltou a ser produzido na China entre 2012 e 2014, como o BAIC Série-E.

 

Mitsubishi L200 – Fiat Fullback

Entre 2016 e 2019, a conhecida picape média da marca japonesa foi comercializada no Oriente Médio e na Europa como Fiat Fullback, graças a um acordo entre a marca italiana e a Mitsubishi. Apesar do logo Fiat, era basicamente idêntico às L200 feitas na mesma fábrica da Tailândia.

 

Toyota Aygo – Citroën C1

Apesar das diferenças na carroceria, o modelo da marca japonesa e o minicarro francês têm muito em comum, incluindo as opções de motores. Também pudera: foram desenvolvidos por meio de uma joint-venture entre a Toyota e a PSA.

 

Volkswagen Routan – Chrysler Town&Country

Entre 2008 e 2013, a Chrysler Town&Country foi comercializada na América do Norte pela Volkswagen com o nome de Routan. O modelo era feito pela marca americana, mas recebia algumas mudanças de estilo para adequá-lo à identidade visual da empresa alemã.

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site