Eye of Cleopatra

iluminaçãoMuitas pessoas optam por trocar as lâmpadas do carro em casa. Independentemente de fazer o serviço sozinho ou em uma oficina especializada, sempre surgem dúvidas. Você sabe, por exemplo, se deve substituir aos pares ou se pode utilizar um modelo diferente do original de fábrica? Para auxiliar, a Philips Automotiva lista os mitos e verdades sobre iluminação em automóveis.

As lâmpadas dos faróis podem ser diferentes das originais?

A empresa esclarece que podem ser feitas alterações, desde que respeitados os formatos originais de fábrica. Ou seja, é possível substituir as lâmpadas comuns por halógenas inovativas, que têm desempenho melhor como luz mais branca, ou adotar as de LED, com maior qualidade.

Lâmpadas de faróis devem ser trocadas em pares?

Essa informação é verdadeira, pois, se uma lâmpada queima, significa que a outra também já está no fim de sua vida útil. Além disso, as lâmpadas perdem a luminosidade com o tempo, criando uma iluminação diferente em cada lado do carro caso seja trocada apenas uma delas. Desse modo, a troca deve ser feita sempre em pares.

Lâmpadas comuns se desgastam com o tempo?

Isso também é verdade. O desgaste natural das lâmpadas halógenas altera a luminosidade que elas emitem. Por isso, a empresa recomenda fazer a troca preventiva a cada dois anos. No caso da tecnologia LED, não há desgaste e sua performance é a mesma durante toda sua vida útil, que é de mais de oito anos.

Lâmpada original de fábrica ilumina mais do que a superbranca?

Segundo a Philips isso é mito. As lâmpadas superbrancas precisam atender normas internacionais e do Inmetro no Brasil, o que significa que elas possuem, no mínimo, o mesmo nível de iluminação das convencionais.

Lâmpadas com maior visibilidade podem ofuscar outros motoristas?

A informação é incorreta, pois a maior quantidade de luz emitida pela lâmpada não necessariamente causa ofuscamento. O que pode causar ofuscamento é o desalinhamento do farol, a geometria errada ou a má qualidade da lâmpada. Por isso é necessário estar em dia com a regulagem e usar produtos de boa qualidade e procedência.

Posso trocar as lâmpadas do farol em casa?

Muitos optam por fazer a substituição em casa, visto que o processo é simples. Contudo, é fundamental conseguir regular corretamente o direcionamento da luz. Em carros que precisam de desencaixe do farol ou lanterna, ou que tenham compartimentos de difícil acesso para a mudança, o recomendado é deixar o serviço a cargo de um especialista.

É preciso alinhar os faróis sempre que fizer a troca de uma lâmpada?

Sim. Sempre que substituir a lâmpada, é importante verificar se o alinhamento dos faróis está correto. Isso garante que o facho de luz faça a iluminação certa e evita o ofuscamento, além de garantir melhor visibilidade.

Lâmpadas de LED são melhores do que as de xenônio?

Verdade. As lâmpadas de LED têm menor consumo de energia em relação às de xenônio, além de oferecerem melhor performance com mais luz, durarem mais e possuírem temperatura de cor maior, com luzes mais brancas. A Philips ressalta que seus produtos de LED têm garantia de três anos para defeitos de fábrica e durabilidade de oito anos. Outro benefício é que são mais fáceis de instalar em espaços pequenos, já que são compactas, e apresentam maior proteção contra agentes externos como poeira, jatos d’água e vibração.

As lâmpadas de farol são todas iguais?

Mito. Há vários tipos de lâmpadas de farol, como H1, H4, H7. Cada uma tem formato, tamanho e encaixe diferentes. De acordo com o tipo, variam a visibilidade, o estilo e a durabilidade. Além disso, as lâmpadas variam muito entre as fabricantes, isso porque materiais, processos produtivos e tecnologias interferem diretamente na performance da lâmpada.

Posso usar o farol baixo para iluminação diurna?

Desde 2016 entrou em vigor a regra que exige o uso do farol baixo em rodovias, mesmo durante o dia. Sendo assim, se o veículo não possui luz diurna (DRL), é obrigatório deixar o farol baixo aceso nas estradas em qualquer horário. Por outro lado, aqueles dotados de DRL não precisam ligar o farol baixo, uma vez que a luz diurna já cumpre a função de iluminar para que o carro seja visto por outros motoristas e pedestres.

 

Leia mais

 

Dificuldade em encontrar pneus nas medidas originais para um VW Fusca?

Por que os câmbios CVT passaram a simular troca de marchas?

Multas: valores, pontos, tipos de infração e indicação de condutor

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site