Eye of Cleopatra

BMW M3 Competition Track 2021

Dirigimos a nova geração do sedã esportivo, que desembarca no Brasil em duas configurações com motor 6 cilindros de 510 cv de potência

 

 

Muitos torceram o nariz para a grade “tamanho GG” inaugurada pelo BMW Série 4 e estendida ao novo M3 em setembro passado. Porém, a versão esportiva do sedã, que acaba de chegar ao Brasil, vai muito além da polêmica sobre o visual da dianteira. Afinal, quais mudanças o BMW M3 Competition adota para continuar a ser o mais lendário dos modelos da linha Motorsport?

Confesso que também estranhei a grade ao vê-la pela primeira vez em fotos. Porém, ao vivo e a cores, posso assegurar que o resultado é bem mais agradável e imponente, especialmente no modelo avaliado por nós, no chamativo tom “Amarelo São Paulo”. Além da dianteira exclusiva, com novo para-choque, grade e faróis, o M3 Competition diferencia-se do Série 3 pelos para-lamas alargados (graças à bitolas maiores), para-choque traseiro com extrator de ar e saída quádrupla de escapamento. Basicamente, o modelo só compartilha as portas e os vidros com o sedã do qual deriva.

O novo M3 aproveita-se de uma base já bastante competente, a do Série 3 de sétima geração (G20), que ganhou múltiplos reforços estruturais para aumento da rigidez torcional. O novo M3 é 85 mm mais comprido (4.794 mm ao todo), 75 mais largo (1.903 mm), 2 mm mais baixo (1.433 mm) que um 320i, mantendo a distância entre eixos de 2.857 mm.

No Brasil, o BWM M3 estreia nas opções Competition (R$ 757.950) e Competition Track (R$ 849.950)– avaliado por nós, este último acrescenta itens como rodas escurecidas, teto e elementos externos de compósito de fibra de carbono, freios com discos perfurados de carbono-cerâmica, bancos dianteiros do tipo concha com estrutura em compósito e pneus semi-slick, voltados a uso em pista.

Ambas as configurações da série Competition trazem o ajuste mais forte disponível para o atual M3, com motor 3.0 biturbo, de 6 cilindros em linha, capaz de entregar 510 cv de potência a 6.250 rpm e 66,3 kgfm de torque entre 2.750 e 5.500 rpm. São nada menos que 50 cv extras em relação à geração anterior (M3 CS) e 30 cv a mais que a opção “de entrada” do M3 vendida na Europa. Para o Brasil, o esportivo estreia com câmbio automático de oito marchas e tração somente traseira, embora o modelo europeu ofereça opção de tração integral xDrive – que pode chegar em um segundo momento por aqui.

Cabine do M3 é tão chamativa quanto o exterior

Se do lado de fora o BMW M3 Competition já chama a atenção pelo estilo, do lado de dentro a configuração Track mantém a atração dos olhares. Os bancos do tipo concha possuem revestimento nas cores azul e amarelo (batizado de Yas Marina) e trazem ajustes elétricos, algo raro em bancos com este formato. Com excelente apoio para pernas e tronco, possuem encosto com aberturas que permitem instalação de cintos de segurança de competição, de 6 pontos.

Além dos assentos, a esportividade do M3 Competition Track é anunciada em itens como o volante de aro espesso e com encaixe exato para os dedos, pelo acelerador típico dos BMW (que pivota no assoalho) e pelas grandes borboletas para trocas de marchas manuais.

O quadro de instrumentos digital, com tela de 12,3”, traz dois arranjos de visualização: do tipo meia-lua para conta-giros e velocímetro (com escala até 330 km/h) ou com barras verticais duplas para o conta-giros no modo de condução esportivo. Apesar disso, uma terceira opção, com clássicos mostradores circulares, seria bem-vinda. A central multimídia traz tela de 10,1” e, como no Série 3, engloba conexão 4G embarcada, espelhamento de Apple CarPlay sem fio e de Android Auto via cabo.

Para uso em autódromos, o novo M3 traz diversos recursos embarcados, como as funções M Drift Control (analisa e mensura manobras de drift) e M Laptimer (cronometra tempos de volta e os projeta até no head-up display). Também é possível, via aplicativo para smartphones da Apple, fazer comparativos de gráficos sobre força G, velocidade e uso dos freios em cada volta rápida em um circuito.

Diversão garantida

Ao volante, o novo BMW M3 Competition Track mostra duas personalidades em um mesmo carro, podendo variar o comportamento entre um ágil e confortável sedã até um feroz esportivo de tração traseira. O ronco do “seis em linha” biturbo é como música aos ouvidos do motorista – o som do escapamento pode ficar mais encorpado ao clique de um botão no console.

O casamento entre motor e câmbio é afinado, com trocas rápidas que não devem nada ao sistema de dupla embreagem (usado na geração anterior). A agilidade das passagens pode ser selecionada em três níveis diferentes por meio de um botão na alavanca. Se preferir, o motorista pode optar pelo modo manual, que não faz as passagens mesmo no limite de rotação. Segundo dados de fábrica, o novo BMW M3 Competition é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e chegar à velocidade máxima de 290 km/h (o pacote M Driver’s Package, de série no Brasil, retira o limitador).

Mesmo toda a potência sendo despejada somente no eixo traseiro, o M3 mostra comportamento irretocável e previsível (no bom sentido) em curvas, indicando antecipadamente ao motorista o limite seguro da trajetória. O sedã traz diferencial de deslizamento limitado M, com efeito autobloqueante, que pode enviar até 100% do torque para uma das rodas em situações extremas. A suspensão adaptativa (de braços sobrepostos, na dianteira, e multibraço, na traseira) possui ajuste firme, mesmo no modo mais “leve”.

Além do câmbio, é possível selecionar em grupo ou individualmente os parâmetros do motor, chassi, direção e controles de tração e estabilidade entre Comfort, Sport, Sport+ e Track. Os freios são comandados por um atuador elétrico, que aciona a central hidráulica – o sistema é batizado pela marca de DSC i, mesma tecnologia usada no M8 Competition. Isso permite que a sensação ao pedal seja diferente entre os modos Comfort e Sport, além de excluir a variação de pressão no pedal em caso de temperatura alta (fading) ou acelerações laterais significativas.

Na prática, os freios têm sensibilidade bastante direta, transmitindo mais segurança ao motorista. Nesta configuração Track, os discos carbocerâmicos (de 400 mm de diâmetro, na dianteira, e 380 mm, na traseira) representam redução de 14,3 kg no peso do M3. Os bancos dianteiros com estrutura em carbono também ajudam a diminuir a massa em mais 9,6 kg.

Os pneus semi-slick (com mais borracha na parte interna) têm excelente aderência em pista seca. Os compostos podem ser de dois fornecedores, Michelin (Pilot Sport Cup II) ou Pirelli (Pzero Corsa), e têm medidas diferentes entre o eixo dianteiro (275/35ZR19) e traseiro (285/30R20). Como não são do tipo run-flat e não há estepe no porta-malas, é preciso ter atenção redobrada ao rodar nas ruas e estradas do nosso país. Em caso de emergência, o sedã traz apenas um kit de reparo de furos.

Na lista de equipamentos de série do M3 Competition Track, não faltam itens como porta-malas com abertura e fechamento automatizados, ar-condicionado digital de 3 zonas, sistema de som Harman/Kardon, faróis em LED com função BMW Laserlight, facho alto automático, head-up display, chave presencial com tela tátil, head-up display e sistema start-stop. A versão avaliada trazia opcionais como frenagem autônoma de emergência, controle de cruzeiro adaptativo e assistente de manutenção de faixa.

O novo M3 Competition Track mostra ter desempenho e tecnologia na medida certa para diversão em família. Afinal, as duas configurações do esportivo mantêm a versatilidade das quatro portas, o espaço para até 5 ocupantes e os ótimos 480 litros de porta-malas do sedã Série 3. Melhor do que isso, só a futura perua BMW M3 Touring, inédita na gama do modelo, prevista para estrear em 2022. Minha torcida para que ela chegue ao Brasil começa desde este instante!

Ficha técnica do BMW M3 Competition Track 2021

• DADOS DE FÁBRICA
BMW M3 Competition Track 2021
MotorDianteiro, longitudinal, 6 cilindros em linha, biturbo
Cilindrada2.993 cm³
Potência510 cv (G) a 6.250 rpm
Torque66,3 kgfm (G) de 2.750 a 5.500 rpm
CâmbioAutomático de 8 marchas, tração traseira
Suspensão (dianteira / traseira)Indep. Braços Sobrepostos/Indep. Multibraço
Pneus e rodas275/35ZR19 (diant.)/285/30ZR20 (tras.)
Freios (dianteira e traseira)Discos carbocerâmicos perfurados
Peso (kg)1.730
Comprimento (mm)4.794
Largura (mm)1.903
Altura (mm)1.433
Entre-eixos (mm)2.857
Volume do porta-malas (litros)480
Tanque de combustível (litros)59
Preço básicoR$ 849.950

 

 

 

• DESEMPENHO
BMW M3 Competition Track 2021
Aceleração de 0 a 100 km/h3,9 s
Retomada de 80 a 120 km/h2,6 s
Velocidade máxima290 km/h
*dados de fábrica

 

Fotos: Gustavo de Sá/Revista CARRO

Share This
Eye of Cleopatra Mapa do site